14 março, 2014

Na palma das mãos



Porque elas também me desejam por vezes. E eu a elas. Desejamos-nos mutuamente. Por mais que conheçam todos os milímetros da minha pele e do meu corpo, elas ganham vida própria e conseguem sempre surpreender-me. Conseguem sempre dar-me aquilo que eu quero. Prazer, tesão, orgasmos. Senti-las em mim passear pelo corpo, perderem-se entre as minhas pernas.

Porque elas adivinham sempre qual o melhor dedo para entrar em mim. Às vezes dois, ou três, depende da minha vontade, depende do que o meu corpo lhes pede. E elas saciam-me, sentem-me por dentro e eu sinto-as a elas. 

9 comentários:

  1. Na falta de melhor, vai uma siririca...

    ResponderEliminar
  2. mal de nós se não as usássemos... ;)

    bj doce

    ResponderEliminar
  3. More please!
    Don't stop............

    ResponderEliminar
  4. delícia você secretária...delícia lembrar de bons tempos de chefia, lembrar, pensar, fazer...obrigado pela porta aberta, seus bons serviços são o nosso vício...
    parabéns...vida imensa de alegrias e paz...beijos interestelares brincando pelo teu corpo inteirinho...mou < : )

    ResponderEliminar
  5. Com secretárias assim vão começar a aparecer muitos jovens empresários empreendedores... heheh

    ResponderEliminar
  6. Não tem som mas consigo imginá-lo...

    ResponderEliminar
  7. Hummm... nessa siririca eu posso ajudar ????????

    ResponderEliminar
  8. Às vezes, nada como as mãos para nos encaminharem para o verdadeiro prazer...

    ResponderEliminar

xoxo